Transportadoras agora podem emitir Certificado Digital no SETCESP

Empresas associadas à entidade tem gratuidade na emissão da identidade digital

às 08:42:57 por

Desde que a ANTT implementou o RNTRC 100% digital, no dia 17 de agosto deste ano, os transportadores rodoviários de cargas passaram a fazer a inclusão de seus veículos pela internet. No entanto, eles encontraram um problema: para realizar o cadastro, a alteração e o recadastramento da frota foi necessário emitir o certificado digital, uma tecnologia que está ganhando força só agora, apesar de ter sido lançada em 2001.

De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto de Tecnologia da Informação (ITI), até o início do mês de julho de 2020, cerca de 3 milhões de certificados digitais foram emitidos no Brasil, um aumento de 55,8% se comparado com o mesmo período do ano passado. Tal aumento foi motivado pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que fez com que pessoas e empresas adaptassem as suas rotinas em prol do isolamento social.

Mas o que vem a ser o certificado digital? Em curtas palavras, é a identidade digital de uma empresa ou pessoa física, que possibilita assinar e emitir documentos com segurança em transações feitas pela internet.

Existem diversos tipos de certificados digitais, mas os principais são:

e-CNPJ: é a identidade digital voltada para as pessoas jurídicas.
e-CPF: é a identidade digital voltada para as pessoas físicas.
Esses certificados digitais estão disponíveis em dois formatos, com diferentes custos e validades:

Modelo A1: é um software que fica instalado no computador e precisa ser renovado a cada 12 meses.
Modelo A3: é uma mídia criptografada (cartão com chip, token USB ou nuvem) que deve ser conectada a um computador e possui validade de até 60 meses.

“É uma facilidade que tanto empresas quanto pessoas devem garantir”, ressalta Ana Jarrouge, presidente executiva do SETCESP, que agora passa a oferecer o Certificado Digital para transportadoras e pessoas físicas.

“Os nossos associados ativos têm inúmeros benefícios ao fazer a emissão do certificado digital com o SETCESP, a começar pela gratuidade e, também, do delivery”, complementa o presidente do Conselho Superior e de Administração da entidade, Tayguara Helou. 

As empresas de transporte rodoviário de cargas também podem contar com o uso desta ferramenta na realização de outras tarefas além do cadastro do RNTRC Digital, como: emissão de NF-e, CT-e, MDF-e e, até mesmo, no envio de Declarações de Imposto de Renda à Receita Federal, ou ainda assinatura de contratos com clientes.